,
Clique e
assine o JP
Televendas: 3428-4190
Classificados: 3428-4140
Comercial: 3428-4150
Redação: 3428-4170
Últimas notícias:
  • Foi brincadeira o comentário em foto de Túlio e Fátima Bernardes, diz Maria Gadú
  • Novas instalações imersivas fazem passeio pelo tempo e espaço no Farol Santander
  • Sarah Jessica Parker anuncia retorno de Carrie Bradshaw para 'apoiar causa'

Venda de automóveis e comerciais leves cresce 7,82% em janeiro
Sabrina Franzol
07/02/2017 11h13
  |      
ENVIAR     IMPRIMIR     COMENTE              
 

A venda de automóveis e veículos comerciais leves 0 km em Piracicaba cresceu 7,82% em janeiro deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O índice é o oposto do resultado da relação do primeiro mês de 2015 com o primeiro mês do ano de 2016, quando houve queda de 37,14% de emplacamentos destes meios de transporte. Gestores de vendas de revendedoras da cidade entrevistados pelo Jornal de Piracicaba têm expectativa que a ascendência registrada no começo de 2017 continue ao longo do ano.

07-002-006.jpg

Concessionária da Nissan emplacou 16 veículos no mês passado, ante 14 em janeiro de 2016 (Foto: Isabela Borghese/JP)

De acordo com a Fenabrave, em janeiro de 2016 foram comercializados na cidade 344 novos carros e 52 novos comerciais leves. Em 2017 houve salto para 365 e 62, respectivamente. Sérgio Trimer de Oliveira, gerente de vendas do Grupo Aversa, empresa que atualmente tem mais de 15 lojas na macrorregião de Piracicaba, disse que no município os números referentes às vendas de novos veículos em janeiro deste ano e janeiro de 2016 ficaram estáveis, entretanto, nas cidades ao redor houve crescimento. “Pelo Grupo, aumentamos em 9% na região. Em Piracicaba diminuiu um pouquinho, talvez por conta dos estoques, já que dezembro foi um bom mês. O que temos visto, na verdade, é que de outubro de 2016 para cá, estamos tendo um acréscimo nas vendas”, comentou, completando sobre as perspectivas até o fim de 2017. “A Honda trabalha com a possibilidade de crescimento entre 5 e 9% no acumulado do ano”, afirmou.

O diretor de vendas da Nissan em Piracicaba, Cláudio Roberto de Oliveira Garcia, contou que na concessionária da cidade foram emplacados 14 automóveis e comerciais leves em 2016. Neste ano, a empresa disponibilizou 16 novos destes veículos para receberem placas. “Notamos, na realidade, que parou de piorar e, no caso da Nissan, tivemos aumento de 15%, o que é considerado um número grande, se comparado no mercado”, comentou. Ele falou, ainda, que, por conta do lançamento do Nissan Kicks, que foi apresentado ao mundo durante as Olimpíadas do ano passado, a expectativa é que as vendas sejam 30% superiores neste ano em relação a 2016. “Este carro foi lançado como importado, porque até março deste ano virá da fábrica no México, mas depois será produzido nacionalmente, na fábrica em Resende (RJ), dando melhores condições de competitividade”, disse.

BAIXA — Quando se trata de caminhões, os relatórios da Fenabrave revelam que houve baixa nos números, já que no ano passado sete novos caminhões com placas de Piracicaba foram para as ruas enquanto que neste ano foram quatro. A redução também pode ser vista em motocicletas, com 143 novas motos no município em 2016 e 108 em 2017. Em âmbito geral (automóveis, comerciais leves, caminhões e motocicletas), houve queda de 1,28% no comparativo janeiros de 2016 e 2017, com comércio de 546 e 539 novos veículos em cada ano, respectivamente.

 
 
Voltar

Comentários

Nome:
E-mail:
Comentário:
 

  • Seja o primeiro a comentar